CONVIDADOS PEF 2020

 

LUIZ CLÁUDIO MARIGO
VITOR MARIGO

Luiz Cláudio Marigo (1950-2014) nasceu no Rio de Janeiro, onde começou a desenvolver sua carreira fotógrafica bem  como  sua posição como ativista ambiental cujo alcance se deu em âmbito internacional. Publicou suas  imagens em diferentes publicações brasileiras e internacionais como a Revista Geográfica Universal,  Photo (Suécia), Grands Reportages, Okapi e Terre Sauvage (França), Periplo (Espanha), Hörzu e Das Tier (Alemanha), BBC Wildlife (Inglaterra), International Wildlife, Ranger Rick, Wildlife Conservation, Natural History (EUA), Viva! (Polônia), Bonniers Specialmagasiner (Dinamarca), Spick (Suíça), Sinra (Japão) e 

Birds International (Austrália). 

Em 1985, Marigo e o cientista e primatólogo paraense José Márcio Ayres (1954-2003) propuseram ao governo brasileiro a criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, no Rio Amazonas, criada em 1993.  Também colaborou com textos e fotografias para a revista brasileira Fotografe Melhor nos últimos anos de vida. Entre seus livros estão Mata Atlântica e Pantanal ( com textos de Drumond de Andrade,) Chapada Diamantina ( com textos de Jorge Amado)  Amazônia, Patria da Água ( com textos de Thiago de Melo), Rainforests – A Celebration, Tropical Rainforest, Flooded Forest e Discovering the Amazon (Inglaterra), 5000 Jours Pour Sauver la Planète e Le Peuple Singe (França) e  Saving Wildlife –

A Century of Conservation (USA), entre outros.

O também fotógrafo Vitor Marigo falara sobre a carreira e o trabalho 

do pai, que faleceu em 2014.