CONVIDADOS PEF 2021

 

ROBERTO RIPPER

João Roberto Ripper nasceu no Rio de Janeiro em 1953. Fotógrafo. Fotojornalista autodidata, inicia a carreira no jornal Luta Democrática, passando em seguida pelos jornais Última Hora e O Globo, antes de se tornar um dos fundadores (com Ricardo Azoury e Rogério Reis) da sucursal carioca da agência F4, em 1985. Tem papel primordial na defesa dos direitos e na melhoria das condições de trabalho dos fotógrafos no Brasil, em virtude de militância trabalhista e sindical, na Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro (da qual é vice-presidente, em 1981) e no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro (que preside em 1983). No início dos anos 1990, cria a Imagens da Terra, entidade sem fins lucrativos, especializada na fotografia documental de denúncia social. Sua atuação nesse campo é tão relevante, que leva a Anistia Internacional a ilustrar quase que exclusivamente com fotografias de sua autoria o relatório que publica, em 1988, sobre a Violência no Campo no Brasil.

Fundadou Escola da Maré, o projeto Imagens do Povo iniciou suas atividades em maio de 2004. Com aulas diárias da Escola de Fotógrafos Populares, na primeira edição totalizou 320 horas/aula voltadas para a formação em documentação fotográfica, edição, digitalização e arquivamento digital. Os alunos formados na primeira turma (22 pessoas, entre 18 e 40 anos) eram residentes de comunidades populares nas proximidades da Maré, onde possuíam vínculo com diferentes instituições locais (ONGs, cursos pré-vestibulares e outras). Então coordenado pelos fotógrafos Ricardo Funari e João Roberto Ripper, o projeto contou com o apoio de FURNAS Centrais Elétricas e muitos alunos já começaram a realizar registros fotográficos remunerados.

https://imagenshumanas.photoshelter.com/index

APOIO

pmp_color.jpg
LOGO PATRIMONIO.jpg

REALIZAÇÃO